Uma dúzia de conclusões após uma dúzia de treinos nesta primavera

A escola está de férias de verão e a contagem regressiva para o acampamento já começou.

Os Vikings finalizaram o programa de intertemporada nesta última quinta-feira com o treino final dos últimos três minicamps em Winter Park. Em resumo, eles tiveram 13 treinos, seis abertos a mídia e nenhum deles com protetor peitoral (pads).

Aqui estão uma dúzia de conclusões após assistir todos estes treinos e conversando com os jogadores e técnicos dos Vikings, durante estes meses.

 

1. Você não deve duvidar que Teddy Bridgewater possa ser liberado para retornar durante a temporada de 2017. A evolução mais surpreendente nesta primavera foi o quarto-anista QB lançando bolas para recebedores desmarcados em frente a mídia, após alguns lançamentos feitos a portas fechadas no programa de intertemporada. Vídeos de Bridgewater lançando bolas a 40 jardas no campo e encarando sua recuperação dentro de campo tem deixado todos os fãs entusiasmados. Talvez, apenas talvez, nós veremos Bridgewater fazendo um surpreendente retorno durante esta temporada. Mas ele ainda tem um longo caminho pela frente, antes de receber luz verde para o campo de batalhas. Seu joelho esquerdo recém operado deve aguentar recuos para lançamentos, mas livre contato ainda é incerto, para que os Vikings liberem seu completo retorno.

 

2. Dalvin Cook é realmente rápido. Ele chamou nossa atenção quando só se viu seu rastro durante o minicamp de calouros, mas ele deveria ter corrido mais rápido do que muitos calouros que acabaram nem sendo escolhidos. Ele realmente impressionou semana passada, quando ele se desmarcou na lateral direita do campo e venceu o CB Xavier Rhodes, um grande corredor em campo aberto. Talvez Rhodes tivesse parado ele ou desacelerado com contato permitido nos treinos, mas mesmo assim, o garoto desliza sobre rodas e será uma adição importante para grandes jogadas neste ataque.

 

3. Laquon Treadwell parece pronto para ter maior participação no time. A máquina de moldes de Winter Park foi preparada para Treadwell, talvez para alavancar sua confiança após a escolha de primeiro-round de 2016 ter recebido apenas 1 passe como calouro. Mas Treadwell, que completou 22 nesta semana, parece mais rápido, dando esperanças de que finalmente ficaram para trás seus problemas com contusões. Muitos dizem que Treadwell foi o WR exclusivo na posição 3, junto com Stefon Diggs e Adam Thielen nos seis treinos abertos a mídia, jogando a frente de Michael Floyd e Jarius Wright. Treadwell terá sua chance de jogar na terceira posição de WR, especialmente com Floyd em perigo de ser dispensado, após sua nova ocorrência com problemas alcoólicos.

 

4. David Morgan é um tremendo incomodo para os defensores. O TE segundo-anista foi elogiado pelo técnico Mike Zimmer, cujo disse que seus defensores reconheceram suas habilidades de bloqueio. Sem muita competição pelo segundo lugar na vaga de TE, é esperado que Morgan receba uma dose decente de trabalho nesta temporada, ao lado de Kyle Rudolph quando os Vikings utilizarem a formação de 2 TE’s.

 

5. Apenas uma posição na linha ofensiva está disponível. Em todos os treinos assistidos, Riley Reiff e Mike Remmers foram os OT’s do primeiro time e Alex Boone + Joe Berger foram os OG’s. Isto sugere que a única vaga disponível na linha titular é a de C, onde o terceiro-anista Nick Easton teve a maioria dos snaps sobre o calouro de terceira rodada Pat Elflein. A disputa entre estes os dois jovens no verão deverá ser divertida de se ver. Mas, se por algum motivo ambos falharem, os Vikings podem mover Berger de volta para o centro e colocar outro jogador na posição de RG.

 

6. Os Vikings possuem grande expectativa por Danielle Hunter. O anormalmente atlético DE, após anotar 12.5 sacks na última temporada como reserva, é o grande candidato a despontar nesta temporada. Ele herdará a posição de titular no lado esquerdo da linha, substituindo o veterano Brian Robison, que se levantou na sala de reuniões da linha defensiva nesta primavera, para parabenizar Hunter por conquistar sua posição no elenco e encorajá-lo a maximizar seu potencial. Zimmer deverá “soltar” Hunter em pelo menos 80% dos snaps em 2017 e poderá troca-lo de lado com o Pro Bowler Everson Griffen para enganar os adversários ofensivos.

 

7. Os Vikings deverão confiar em alguns jogadores para substituir Sharrif Floyd. Não parece provável que o machucado de primeira escolha possa contribuir nesta temporada, por isso os Vikings deverão abordar com atenção a posição de tackle técnica três, ao lado de Linval Joseph. Tom Johnson foi o cara nesta primavera, mas sua idade o mantem como jogador de situações em pass rush. Shamar Stephen e o quarta escolha Jalell Johnson são cotados para situações de jogo corrido. Datone Jones, que ainda está aprendendo a defesa e as técnicas de Zimmer após alguns anos em Green Bay, é o coringa da posição. Se ele conseguir pegar as técnicas da posição, após ser usado como LB em Green Bay na última temporada, ele deverá ser quem herdará o maior número de snaps.

 

8. A competição para o lado fraco de LB está bem aberta. Edmond Robinson teve mais aparições entre o primeiro time, no antigo lugar de Chad Greenway, enquanto Emmanuel Lamur ficou na lateral do campo nos treinos. Lamur voltou ao jogo duas semanas atrás e aparentemente começou a dividir a posição com Robinson durante o minicamp. Zimmer também não descarta uma das escolhas de 2016 e 2017 para esta disputa.

 

9. Trae Waynes será titular em sua terceira temporada. Waynes foi o cara na posição esquerda do CB nesta primavera, finalizando as controvérsias, a escolha de primeiro round de 2015 finalmente terá sua vaga de titular frente ao veterano de 38 anos Terence Newman. Enquanto isso, Newman, disputa com a segunda escolha de 2016 Mackensie Alexander pela vaga de CB slot.  Das cinco vagas titulares na secundaria, esta é a única ainda em aberto.

 

10. Rodney Adams está aproveitando cada oportunidade para ser um dos retornadores do time. Com Cordarrelle Patterson agora em Oakland (e sendo bastante elogiado pelos repórteres de Oakland), os Vikings precisam de um novo KR. Adams e o quarto-anista Jerick McKinnon parecem ser os favoritos para a posição. Adams, a escolha de quinta rodada de alguns meses atrás, teve mais snaps nesta primavera do que qualquer outro jogador (inclusive de punts).

 

11. Marshall Koehn e Taylor Symmank não estão apenas para treinar. Koehn, discutivelmente venceu a disputa com Kai Forbath pela vaga e Symmank tem mais vantagem do que o veterano Ryan Quigley, que assinou após saída de Jeff Locke na intertemporada. O que esses caras fazem nos treinos será importante, mas estas batalhas deverão ser decididas nos jogos de preseason.

 

12. Mike Zimmer parece ter tido uma epifania nesta intertemporada. Zimmer tem sido bem cauteloso com a imprensa nesta primavera, mas na quinta-feira, após o encerramento dos treinos, Zimmer falou abertamente sobre fazer uma busca interior nesta intertemporada buscando suas necessidades para se tornar um técnico melhor. Não há dúvidas sobre suas aptidões defensivas, suas habilidades para ajustar técnicas nos treinos e quando chamar uma blitz perfeita nos domingos. Contudo, o ataque tem tropeçado em suas três primeiras temporadas em Minnesota e algumas de suas decisões em campo foram questionáveis. Então Zimmer disse que resolveu se tornar um técnico mais completo ao invés de apenas focar suas energias na defesa. Ele até mencionou nesta quinta-feira sobre passar as chamadas defensivas ao coordenador defensivo George Edwards. O júri ainda está deliberando sobre Zimmer ser ou não um dos melhores técnicos da NFL, porém após o colapso do time no final da temporada passada, isso é visto como uma coisa boa que Zimmer esteja aberto para mudanças.

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.