Preview jogo 02 – Pré-temporada: Minnesota Vikings x Jacksonville Jaguars

E está chegando o próximo jogo dos Vikings... e o próximo duelo será contra uma das equipes (por incrível que pareça) mais temidas da NFL no momento. O Jacksonville Jaguars, que até duas temporadas atrás eram ao lado do Cleveland Browns um dos sacos de pancadas da liga, se reformulou e hoje tem um elenco muito competitivo, com isso, teremos um ótimo desafio na tarde deste sábado (18) jogando em casa no nosso querido U.S. Bank Stadium.

Nomes como: Calais Campbell, Linval Joseph, Dante Fowler Jr., Everson Griffen, Xavier Rhodes, Jalen Ramsey e Harrison Smith compõem os elencos de duas das melhores defesas da liga atualmente. Ambas as equipes se fortaleceram muito nos últimos anos, principalmente por contarem com ótimos drafts recentes, e hoje estão no top 10 (muitas vezes até nos top 5) de praticamente todos os prospects ao Super Bowl.

Vikings e Jaguars fizeram treinos conjuntos durante essa semana que antecede a partida, e um dos pedidos do coach Mike Zimmer se concretizou, que era em ter um treino limpo e sem confusões (já que brigas são constantes nos treinamentos em conjunto na NFL, vide San Francisco 49ers x Houston Texans e Washington Redskins x Ney York Jets). Ambas as equipes tiveram bons momentos nesses treinamentos, e aproveitaram, obviamente, para treinar suas segundas e terceiras equipes.

Para os Vikings, vale destacar Aviante Collins que treinou como RG titular, mas provavelmente o melhor lance desses treinamentos foi a maravilhosa recepção de Steffon Diggs em cima do experiente CB A.J. Bouye.

Mais uma vez não devemos ver muitos titulares em campo por muitos drives no próximo sábado, tirando alguns jogadores poupados ou lesionados, Dante Fowler e Jalen Ramsey não irão para o jogo (nem participaram dos treinamentos), ambos estão suspensos de todas as atividades dos Jaguars por uma semana “violar as regras do time e por conduta imprópria para um jogador de futebol americano da equipe”, resumidamente, por briga (Fowler) e discussão com a imprensa (Ramsey). Porém, ambas as equipes têm bons nomes para avaliar e ver se farão parte do elenco na temporada regular. 

 

Sobre o adversário: Jacksonville Jaguars


Os Jaguars são uma das jovens equipes da liga, sua primeira temporada da NFL foi em 1995 (a dos Vikings foi em 1961 a título de comparação). Principalmente por ser uma equipe muito jovem e ainda sem muita tradição, eles chegaram aos playoffs apenas sete vezes, e é uma das quatro equipes que nunca disputou o Super Bowl. Mas foi por pouco, pois no final dos anos 90 os Jaguars haviam montado uma boa equipe, e comandada pelo experiente head coach, Tom Coughlin, a equipe foi quatro vezes consecutivas aos playoffs, e chegou à final da AFC em 96 e 99, perdendo para o New England Patriots e Tennessee Titans, respectivamente. Na temporada passada a equipe voltou aos playoffs após uma seca de dez anos (2007), e novamente caiu para os Patriots em uma nova final de AFC. A equipe entra para a temporada regular de 2018 como uma das grandes surpresas, e aposta tudo em sua excelente defesa para fazer com que o time chegue pela primeira vez ao tão sonhado título de Super Bowl.

*Uma curiosidade, Tony Sparano Jr, filho de Tony Sparano, nosso ex-treinador de linha ofensiva, falecido no final do mês de julho, é assistente técnico da linha ofensiva dos Jags.

 

Match Up do jogo: Steffon Diggs x A.J. Bouye

 

Provavelmente este match up irá durar apenas uma campanha, mas realmente vai ser interessante assistir o duelo desses dois monstros em suas respectivas posições. Nos treinamentos ambos não pegaram leve e protagonizaram bons momentos (principalmente aquela recepção maravilhosa de Diggs que citei mais acima). Vale ressaltar que ambos vem fazendo temporadas cada vez melhores e entram em 2018 em suas melhores formas, além de estarem no topo de suas posições.

 

Pontos fortes Jaguars: Impossível não dizer que a defesa dos Jaguars é disparadamente o principal ponto forte da equipe. O ataque não é dos melhores, mas não é por isso que existe essa diferença gritante entre a defesa e o ataque, e sim porque realmente a defesa dos Jags é sensacional. E no duelo deste sábado precisamos ficar atentos principalmente com a linha defensiva deles. Por não contarmos novamente com diversos titulares na OL, nos treinamentos entramos com a seguinte formação: Reiff, Compton, Edison, Isidora, O’Neill. Desses, apenas Reiff foi titular na temporada passada. Por conta desses desfalques, precisamos tomar cuidado com nomes como: Calais Campbell (questionável), Malik Jackson e Yannick Ngakoue. Embora ainda não se sabe quem desses irá para o jogo, ou não.

 

Pontos fracos Jaguars: Um nome: Blake Bortles. Muitos acham que a imprensa pega no pé deste jogador e que ele é injustiçado, entretanto, mas a verdade é que, se os Jaguars tivessem um QB elite (como os Vikes tem agora), eles com certeza estariam em um novo patamar. Mas vamos aos números. Na temporada em que ele teve seu maior destaque (2015), alcançando um rating de 88.2 (com um rating médio de 80.8), ele lançou para 18 (DEZOITO) interceptações. Em quatro anos de NFL ele já somou 64 interceptações. Comparando ele com Derek Carr, que foi draftado no mesmo ano, Carr tem 20 interceptações a menos, e duas temporadas com ratings acima de 91.1 (com um rating médio de 87.5). E um ponto interessante, e bom para nós roxos... nos treinamentos desta quarta-feira (15) entre as equipes, Bortles participou de 24 snaps, tentou 13 passes, completou apenas quatro e foi interceptado uma vez.

 

 

Pontos fortes Vikings: Assim como nosso adversário, não tem como dizer que nosso ponto forte é nossa defesa... principalmente para o jogo deste sábado onde vamos enfrentar QB's sem tanto prestígio como: Bortles (que como citado acima, já sofreu com nossa defesa), Cody Kessler (que veio do Cleveland Browns) e o novato Tanner Lee, essa é a hora de nossa secundária aproveitar e mostrar que temos um bom elenco e boa rotatividade. Provavelmente os titulares joguem apenas no primeiro drive, após isso é hora da garotada e dos jogadores que ainda estão buscando um espaço no elenco final aproveitar a chance, pois Kessler e Lee também vão querer soltar o braço para aproveitar essa mesma oportunidade. No último jogo Kessler foi bem, acertou 14 de 17 passes, lançando para 139 jardas e um touchdown, e Lee acertou 4 de 8 passes tentados para apenas 37 jardas.

 

Pontos fracos Vikings: Com todos os outros setores decolando, e com diversos desfalques, é imprescindível dizer que o ponto fraco dos Vikings fica na linha ofensiva. E por mais que Collins ou O’Neill estejam fazendo bons trabalhos nos treinamentos, ainda assim, perder Easton pela temporada toda e ter jogadores como Rashod Hill, Mike Remmers e Pat Elflein ainda sem as condições ideais de jogo é muito ruim, tanto para os RB's, quanto para a saúde e segurança de nosso novo líder, Kirk Cousins. Agora é torcer para uma boa recuperação dos jogadores que estão de fora, e ver como os demais irão se sair contra a poderosa linha defensiva dos Jaguars. Por mais que nossa OL seja sim um ponto fraco hoje, eles conseguiram fazer um belíssimo trabalho contra a também poderosa defesa do Denver Broncos, tomara que isso se repita.

 

 

Para ficar de olho: 


Laquon Treadwell – Ele não jogou bem na última partida e não se destacou nos treinos conjuntos, porém, como eu citei no último preview, agora é a hora do “ou vai, ou raxa” para o Treadwell. Todo jogo dele tem que ser encarado como um Super Bowl, e ele precisa mostrar serviço, principalmente com Kendall Wright e Brandon Zylstra vindo em sua cola e ambos se destacando cada vez mais nos treinos.

 

Roc Thomas – Como não falar desse RB novato que pouco conhecemos e já admiramos pacas né!!! O garoto jogou demais contra os Broncos, e mostrou uma grande versatilidade, tanto para as corridas explosivas quanto para os passes (só eu lembrei um pouco do Jerick “Jet” McKinnon vendo ele jogar?). O garoto correu oito vezes para 29 jardas, pegou três passes para 102 jardas e ainda anotou dois touchdowns. Quem sabe ele não transforma nosso backfield em um trio de RB's. Para quem quiser conhecer mais jogar o jogador, basta clicar aqui.

 

Brian O’Neill – Por conta da ausência de Rashod Hill nos últimos camps, é a vez do novato escolhido na segunda rodada do Draft de 2018 assumir a posição de RT no time titular nos treinamentos contra os Jaguars. Ele ficou responsável por parar o experiente Lerentee McCray, e às vezes, Calais Campbell, e de acordo com Zimmer, fez um bom trabalho. Claro que ainda falta muito para ele chegar ao nível ideal da equipe, mas essa é a hora de poder contar com os atletas que temos, e a chance está dada.

 

Palpite do redator:

 

Vikings 34 x 17 Jaguars

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Redator VikingsFA: Gabriel Brandino  

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.