Preview jogo 04 – Pré-temporada: Minnesota Vikings x Tennessee Titans

Até que enfim chegou a última partida da pré-temporada. E o Minnesota Vikings viaja até Nashville para enfrentar o Tennessee Titans às 21hrs desta quinta-feira (27).

Tudo bem que todos nós gostamos de ver nosso Vikão em campo, mas convenhamos né, cada sack que Kirk Cousins recebe num jogo de pré-temporada, ou cada tackle mais forte que um de nossos defensores dão nos adversários o coração quase saí pela boca.

Tudo bem que não tivemos nenhum titular saindo por lesão nessas partidas, mas perdemos vários jogadores jovens com lesões sérias.

Os Vikings jogaram muito bem em sua primeira partida contra o Denver Broncos, e aquele primeiro drive da equipe deixou nós torcedores com uma sensação inexplicável, porém, nas outras duas partidas (contra Jaguars e Seahawks) a equipe não fez excelentes partidas, resultando então numa vitória (Seahawks) e em uma derrota (Jaguars). Entretanto, como sempre dissemos aqui no site, a pré-temporada não serve muito como parâmetro para a temporada regular, vide nossos rivais de divisão, Detroit Lions, em 2008, que fizeram uma campanha de 4-0 na pré-temporada, e terminaram com um recorde negativo de 0-16 na temporada regular.

Em contra-partida, nosso adversário desta quinta-feira vem de três derrotas seguidas, 31 a 17 para os Packers, 30 a 14 para os Buccaneers e 16 a 6 para os Steelers (apenas em nosso jogo de estreia contra os Broncos já fizemos mais pontos do que os Titans em toda a pré-temporada, 42 contra 37).

Os Titans contam com o jovem QB Marcus Mariota (que provavelmente não irá jogar) para liderar o ataque e bons nomes como por exemplo os OT's Taylor Lewan e Jack Conklin para protege-lo, além de ter uma linha defensiva pouco comentada na mídia, mas que é muito forte pressionando o QB adversário e também contra o jogo corrido, principalmente com o experiente DE, Jurrell Casey.

E mesmo que os principais jogadores de cada equipe provavelmente sejam poupados para este último jogo, será mais um grande duelo para dar início a tão esperada temporada regular da NFL. 

 

Sobre o adversário: Tennessee Titans


Os Titans são uma equipe da cidade de Nashville. Porém, a equipe foi formada em 1960, no Texas, com o nome de Houston Oilers, se mudando em definitivo apenas em 1997 para Tennessee.

Ainda como Oilers, a equipe chegou nos anos 70 em duas finais da AFC (78 e 79), porém, em ambas as ocasiões a equipe foi derrotada pelo Pittsburgh Steelers.

Outro bom momento da equipe, e também ainda com o nome de Houston Oilers, chegaram por sete vezes consecutivas aos playoffs (1987 a 1993), enquanto liderados pelo QB Hall of Famer, Warren Moon.

Na temporada de 1997 a equipe alterou seu nome para Tennessee Oilers, e posteriormente em 1999 mudou seu nome para o atual Tennessee Titans. Logo no primeiro ano como Titans a equipe chegou ao seu primeiro e único Super Bowl, perdendo para o St. Louis Rams, do QB e MVP da partida, Kurt Warner, por 23 a 16.

Após isso a equipe até chegou algumas vez na pós-temporada, mas não teve nenhuma campanha de grande destaque. Atualmente a principal esperança da equipe é contar com o jovem QB, Marcus Mariota, que foi draftado como segunda escolha geral do draft de 2015. A equipe não chega entre as favoritas nessa temporada de 2018, e vem de três derrotas até então nesta pré-temporada (Packers, Buccaneers e Steelers).

 

Match Up do jogo: Roc Thomas x Mike Boone

 

Hoje a disputa será interna. Isso mesmo, porque nenhum match up será melhor do que Roc Thomas contra Mike Boone. E não, eles não se detestam, e provavelmente nem estarão em campos simultaneamente no mesmo drive, mas este é o último jogo da pré-temporada e é vida ou morte para ambos os jogadores.

Dois calouros que não foram sequer draftados, e que estão fazendo partidas excelentes e mostrando muito potencial. Thomas com sua agilidade lateral e versatilidade, lembrando muito jogadores como Alvin Kamara e Jerick McKinnon (nosso velho conhecido), já Boone tem uma explosão surreal e muita força, além de poder também receber passes e bloquear.

Para se ter uma noção da versatilidade de Thomas, o jogador lidera a equipe em jardas recebidas, com 114 em cinco recepções, incluindo também dois touchdowns, em contra-partida, Boone lidera os Vikings em jardas terrestres com 139 em 34 corridas.

A situação ideal para nós seria se um dos dois entrasse no elenco final, e o outro ficasse no nosso practice squad, entretanto, pela qualidade que esses novatos vem demonstrando nessa pré-temporada, é bem provável que o jogador que não se tornar nosso 3° RB acabe assinando com outra equipe.

 

Pontos fortes Titans: Os Titans já eram uma equipe de regular para boa, mas este ano resolveram abrir a carteira e contratar vários bons jogadores, formando assim um elenco melhor muito mais competitivo do que no ano anterior. Nomes como Dion Lewis, Bennie Logan, Kenny Vaccaro, Blaine Gabbert, Malcon Butler e Logan Ryan são alguns dos novos jogadores que chegam para fazer bastante barulho nesta boa equipe.

Jogadores como Bennie Logan, Malcon Butler e Logan Ryan já se tornaram titulares dessa equipe, Dion Lewis é um excelente RB para dividir as corridas com Derrick Henry, Blaine Gabbert ganha na experiência e já é o backup de Mariota, e Kenny Vaccaro disputa a vaga de FS com Kevin Byard.

A verdade é que a equipe ficou muito mais completa do que era na temporada anterior e vem este ano para dar bastante trabalho na liga.

 

Pontos fracos Titans: Por mais que a secundária da equipe tenha sido reforçada (e muito reforçada), a equipe ano passado foi a oitava pior da liga em jardas de passes, média de 239.2 por jogo, além de permitir 38.2% de first downs nas jogadas, segunda pior marca. Obviamente que para este ano a equipe vem muito mais forte e madura para ter números muito melhores do que os da última temporada. Porém, nas três partidas disputadas a equipe já cedeu 973 jardas aéreas, para uma média de 325 jardas por jogo, além de sofrer 7 touchdowns. Muito provavelmente a equipe deve melhorar nestes quesitos ao longo da temporada, então este seja um bom ponto a ser explorado pelo time dos Vikings.

 

Pontos fortes Vikings: Um ponto bastante forte e muito gratificante para nossa equipe tem sido a diversidade no elenco. Na primeira partida contra os Broncos os reservas entraram e destruíram com o jogo logo depois de uma tentativa de encostar no placar do time mandante. Na segunda partida, nossa defesa reserva jogou praticamente o segundo quarto inteiro contra o ataque titular dos Jaguars e não cedeu um ponto sequer, e neste último encontro contra o Seahawks, mesmo com a derrota eminente, nossos reservas mais uma vez mostraram muita maturidade para virar a partida com um lindo touchdown nos últimos segundos.

Mostramos que temos bons nomes no ataque, como por exemploo ótimo QB para o futuro (ou um grande backup) Kyle Sloter, ou Chad Beebe que é um WR que vem fazendo bastante barulho e conta com um físico excelente. Mas o que impressiona mesmo é nossa defesa que conta com nomes como, Anthony Harris que sempre é muito útil quando necessitado, um excelente futuro DE com Tashawn Bower (que evoluiu da última pré-temporada para essa), Mike Hughes que chegou este ano do Draft e vem recebendo elogios atrás de elogios de Mike Zimmer... além de nomes como, Brian Robinson, Terence Newman, Eric Wilson, George Iloka, e etc (esses nomes, acreditem, fazem parte do nosso segundo time)....

 

Pontos fracos Vikings: Tentamos mudar o foco no último preview e não falar da linha ofensiva dos Vikings, até porque entendemos que estamos sofrendo com diversos desfalques e contusões. Não atoa fizemos uma troca nesta semana para adquirir o C Brett Jones, do New York Giants. Porém, depois da última partida contra o Seattle Seahawks fica meio difícil não citarmos novamente a nossa OL como ponto fraco da nossa equipe. Todos os torcedores ficavam sem piscar para cada sack ou late hit que Cousins levava, e as pancadas não foram poucas. Além disso, Latavius Murray e Dalvin Cook combinaram para medíocres 25 jardas, sendo que a corrida mais longa foi de apenas 5 jardas para Murray. Realmente estamos bastante preocupados com nossa linha ofensiva, principalmente para saber se nossos principais jogadores estarão saudáveis para a primeira semana da temporada regular.

 

 

Para ficar de olho: 


Dalvin Cook – Duas corridas para apenas uma jardinha! É isso mesmo?! Realmente não deu nem para matar a vontade de ver Cook de volta aos gramados. Ainda não se tem certeza se ele vai para campo ou não nesta quinta-feira, porém, seria bom para o segundo anista ganhar um pouco mais de ritmo para a temporada regular.

 

Chad Beebe/Brandon Zylstra – Mais uma excelente disputa para saber quem fica no elenco e quem provavelmente ficará no practice squad durante a temporada.

Zylstra chegou na equipe com muita esperança do torcedor e da mídia, ele jogou demais na última temporada canadense (CFL) anotando 1.687 jardas recebidas, porém, se lesionou logo do início dos treinamentos e não foi tão bem aproveitado quando gostaríamos. Já Beebe chegou sem muitos alardes, porém, já anotou dois touchdowns nessa pré-temporada e vem convencendo a todos de que pode sim fazer parte do elenco final, principalmente quando fez uma difícil recepção de 25 jardas nos últimos segundos do último quarto para dar a vitória aos Vikings sobre os Seahawks.

 

Trevor Siemian – Siemian poderá entrar como titular para o próximo jogo (visto que Cousins será poupado), e este é um dos poucos jogadores que temos mais críticas do que elogios para se fazer. Ninguém esperava que ele fosse um concorrente a vaga de primeiro QB da equipe, porém, por ter experiência como titular e por já ter mostrado bons jogos na liga, todos nós torcedores esperávamos muito mais do que ele vem apresentando. Ele não está sendo pressionado ou algo do tipo, mas é bom ficar de olhos abertos, principalmente quando seu backup (Kyle Sloter) vem jogando tão bem.

 

Brett Jones – Vai ser a chance de vermos o recém-chegado (do New York Giants) jogador de linha ofensiva. Jones chega para preencher um buraco que temos em nosso elenco, quanto a linha ofensiva, devido as constantes lesões. Ele pode jogar tanto como C ou OG, pelo visto tudo vai depender da recuperação de nosso C titular Pat Elflein.

 

Tashawn Bower – Este é um jogador que nós gostamos bastante, além de ser jovem e muito técnico, ele tem um professor de respeito, Everson Griffen. Ano passado ele fez uma excelente pré-temporada, mas por conta de nosso elenco recheado de bons jogadores (Everson Griffen, Danielle Hunter, Brian Robinson) acabou sendo esquecido na temporada regular. Porém, após mais uma pré-temporada muito boa, anotando 8 tackles, um sack e um passe defendido, tudo isso em apenas alguns drives e em somente duas partidas disputadas, o jogador de 23 anos pode aproveitar que Robinson provavelmente estará em sua temporada de aposentadoria e pintar em alguns jogos na temporada regular.

 

Palpite do redator:

 

Vikings 24 x 10 Titans

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Redator VikingsFA: Gabriel Brandino  

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.