Preview jogo 01 – Temporada Regular: Minnesota Vikings x San Francisco 49ers

 

É isso aí, após longos meses de espera e alguns jogos de pré-temporada para apenas nos deixar mais ansiosos, a tão aguardada temporada regular da NFL, enfim chegou.

E neste domingo (9) acontece a estreia do Minnesota Vikings, em casa, contra o San Francisco 49ers.

Todos nós torcedores estamos muito ansiosos para enfim, ver Kirk Cousins e companhia num jogo que não seja de pré-temporada. E este será o mesmo sentimento dos torcedores dos 49ers, que agora vão poder acompanhar Jimmy Garappolo desde o início de uma temporada com sua equipe.

 

Os Vikings iniciam a temporada regular mais uma vez com muita força. A equipe de Mike Zimmer, que já ficou conhecida pela alta competitividade mesmo em partidas que teoricamente seriam apenas “amistosos”, terminou a pré-temporada com 3 vitórias e uma derrota apenas, e mostrou ter um elenco bastante forte e capaz de suprir qualquer necessidade da equipe durante toda a temporada.O time chega como um dos grandes favoritos para disputar o Super Bowl em Atlanta, e está na maioria dos Top-3 dos Power Rankings realizados por jornalistas e comentaristas de futebol americano nos EUA.

 

Os 49ers em contrapartida terminaram a pré-temporada com apenas uma vitória e 3 derrotas. Entretanto, como sempre pontuamos aqui no site, o que menos importa na pré-temporada são os resultados das partidas, e sim o que se mostra dentro de campo, e os 49ers mostraram ter um ataque poderoso e uma defesa titular que (no pouco tempo que jogou) mostrou ser mais sólida do que foi na temporada passada, principalmente com a chegada do CB Richard Sherman, que mesmo jogando pouco e realizando apenas um tackle nas partidas que disputou, obviamente chega para ser um dos líderes dentro de campo.

Vale lembrar que nos últimos quatro confrontos entre as equipes, nós saímos vitoriosos por três vezes.Jogando em nossa “nova” casa, o U.S. Bank Stadium, das 16 partidas disputadas, foram 12 vitórias e apenas 4 derrotas (sendo apenas uma delas na temporada passada). 

 

Sobre o adversário: San Francisco 49ers


Os 49ers são uma das equipes mais conhecidas e vencedoras da NFL. Eles foram formados em 1946, e o nome 49ers foi uma homenagem de seu fundador, Tony Morabito, aos aventurosos garimpeiros que se arriscaram viajando até Sierra Nevada, no leste de San Francisco.

Essas pessoas foram para a Califórnia em busca da corrida do ouro, estima-se que em 1949 chegaram por volta de 90.000 pessoas entre americanos e estrangeiros, todos à procura de ouro na região, foram eles então chamados de “Forty-niners”.

Os primeiros anos dos 49ers foram bons, mas sem nenhum grande destaque e nenhum título foi conquistado pela franquia. Porém, no draft de 1979 as coisas seriam diferentes, e com a terceira escolha geral, a equipe escolheu aquele que seria um de seus maiores jogadores na história, Joe Montana.

Com Montana assumindo a vaga de QB titular da equipe, e com Bill Walsh fazendo grande trabalho como treinador principal, a equipe chegou a conquista de 4 Super Bowls apenas nos anos 80.

A primeira conquista foi no Super Bowl XVI em 1981, onde os 49ers venceram o Cincinnati Bengals por 26 a 21. Já em 1984 a equipe terminou a temporada com um recorde até então, 15 vitórias e apenas uma derrota (marca já alcançada também pelos Vikings, em 1998), e no Super Bowl XIX eles venceram o Miami Dolphins do MVP da temporada, o lendário QB, Dan Marino, por 38 a 16.

Na terceira conquista da equipe, em 1988, eles estavam ainda mais fortes, pois contavam com um dos melhores WR da história, Jerry Rice. O jogador fez uma ótima dupla com Joe Montava, e derrotaram novamente os Bengals num Super Bowl, 20 a 16.

A temporada de 1989 não só daria a quarta conquista para os Niners, mas seria uma das conquistas mais históricas de toda a NFL. Montana terminou a temporada como MVP, conquistando 3521 jardas lançadas, com 26 Touchdowns e 8 interceptações, e um rating de 112,4 (o máximo para a época). A equipe chegou aos Playoffs com 14 vitórias e apenas duas derrotas, e venceram nosso Vikings (que naquele ano era liderado pelo QB Wade Wilson, e pelo DT Keith Millard, que havia sido nomeado como DPOY) por 41 a 13, na final da NFC amassaram os Rams por 30 a 3, e no Super Bowl massacraram o Denver Broncos por 55 a 10. Sendo esta equipe considerada por muitos como uma das melhores da história da liga.

1994 foi o ano do último Super Bowl da equipe, que após a saída de Montana era liderada pelo quarterback Steve Young. Os 49ers fizeram uma final com bastante rivalidade contra o San Diego Chargers, ambas as equipes da Califórnia, e venceu por 49 a 26.

Desde então até a atualidade, a equipe ainda conseguiu bom destaque na campanha de 2012 onde foram derrotados no Super Bowl XLVII para o Baltimore Ravens. Os 49ers foram liderados pelo até então novato e polêmico jogador, Colin Kaepernick, que havia conseguido a vaga de titular da equipe, mas mesmo assim não conseguiram suportar Joe Flacco, Ray Lewis e companhia, saindo então derrotados por 34 a 31.

Mesmo agora a equipe vivendo uma época de baixa, com muitas derrotas e sem muitos jogadores de destaque, eles tentam se reerguer novamente apostando em um QB jovem, Jimmy Garapollo. E independentemente de tudo, não tem como negar que nossos rivais deste domingo são uma das grandes equipes da história da NFL.

 

Match Up do jogo: Jimmy Garappolo x Harrison Smith

 

Garappolo vem sendo destacado como um dos mais promissores nomes na posição de QB, e não é para menos, desde sua entrada nos 49ers contra o Chicago Bears foram cinco vitórias seguidas e uma melhoria surpreendente do ataque, inclusive jogando contra as defesas dos Jags e dos Rams.

Por outro lado, nossa defesa já é bastante conhecida por sufocar o ataque adversário, e por mais que Hunter e Griffen possam deixar Garappolo bastante desconfortável dentro do pocket, o que queremos destacar aqui é nossa secundária, principalmente Harrison Smith.

Sim, temos outro nome de destaque em nossa secundária, Xavier Rhodes, e ambos estão no mais alto nível de suas posições, enquanto Rhodes consegue anular qualquer recebedor adversário (OBJ, Mike Evans, Julio Jones e Antonio Brown, apenas como exemplo disso), Smith é um dos jogadores mais inteligentes e com uma visão surreal das jogadas adversárias.

Porém, Rhodes está listado como questionável para o jogo deste domingo, deixando Smith com ainda mais responsabilidade de manter essa secundária com a alta produtividade contra os ataques adversários.

A questão é, sabendo da qualidade de Smith, será que o QB adversário vai tentar evitar lançar as bolas que estejam na região de cobertura do defensor?! Vamos ver neste domingo.

 

Pontos fortes 49ers: Se tem alguma equipe da NFL que realmente necessita de um jogador para ter sucesso nessa temporada, essa equipe é o San Francisco 49ers, e este jogador é Jimmy Garappolo.

A verdade é que mesmo com os 49ers chegando ao Super Bowl com Kaepernick, ele nunca foi uma unanimidade dentro da franquia, e desde então a equipe vinha procurando um novo Joe Montana ou Steve Young. Claramente não seriam as últimas tentativas de QB titular da equipe, Blaine Gabbert, Brian Hoyer ou C.J. Beathard. A grande esperança é que eles consigam todo o sucesso desejado apostando tudo (tudo mesmo, inclusive um dos maiores salários da liga) em Garappolo.

 

Pontos fracos 49ers: Os 49ers vem num ano de reconstrução, e mesmo contando com algumas boas aquisições no novo elenco o ponto fraco da equipe é a falta de profundidade nas principais posições, e com muitos jogadores jovens, faltam alguns nomes de peso para a temporada regular.

A equipe vai precisar muito da ajuda dos novos contratados, e também do técnico Kyle Shanahan para mudar o patamar da equipe, visto que nas últimas duas temporadas o time teve apenas dois jogadores selecionados ao Pro Bowl (uma das piores nesse quesito); Essa falta de experiência de alguns jogadores dos Niners pode ser algo a ser muito aproveitado pelos rivais, começando pelos Vikings nesta semana 1 da temporada.

 

 

Pontos fortes Vikings: Griffen, Joseph, Barr, Rhodes, Smith...conhece esses nomes?! Sim, todos eles são da nossa defesa, e todos foram para o Pro Bowl na temporada passada. E não, não é que nosso ataque seja o ponto fraco, mas quando se tem tantos jogadores excelentes assim numa equipe, é impossível não citar esse grupo como sendo o ponto extremamente forte dos Vikings.

Nossa defesa era considerada por muitos especialistas como a melhor da NFL (ou uma das melhores, ao lado das defesas dos Jaguars e dos Rams), e ela ficou ainda melhor, principalmente com as aquisições de Sheldon Richardson e George Iloka, além do draft de Mike Hughes que se mostrou ser um excelente jogador para o futuro de nossa secundária.

Além destes, teremos os jovens Danielle Hunter, Eric Kendricks e Trae Waynes com mais um ano de experiência e provavelmente jogando ainda mais do que jogaram (e jogaram demais) na temporada passada.

As expectativas para este ano são ainda maiores do que foram ano passado. E mesmo enfrentando ataques extremamente poderosos (Packers, Patriots, Rams, e etc.), acreditamos que nenhum torcedor dos Vikings esteja tão preocupado assim né!

 

Pontos fracos Vikings: Por termos uma equipe muito boa, e com ótimos nomes, não temos praticamente nenhum ponto muito crítico.

O único destaque “negativo”, fica por conta de nossa OL, que mesmo sabendo de todas as limitações e também dos desfalques (já citados em previews anteriores), não conseguiram nos convencer tanto assim nessa pré-temporada.

No início da semana nosso center titular para a partida deste domingo seria Danny Isidora, agora Zimmer confirmou Brett Jones para esta posição. Ou seja, continuamos sem Pat Elflein, e sem ter uma certeza de como será de fato essa proteção para Cousins e Cook.

 

Jogadores contundidos:

 

San Francisco 49ers:
Out (Fora): OL Erik Magnuson, LB Dekoda Watson
Doubtful (Duvidoso): LB Malcon Smith
Questionable (Questionável): Ninguém

 

Minnesota Vikings:
Out (Fora): OL Aviante Collins, C Pat Elflein, RB Roc Thomas
Doubtful (Duvidoso): CB Mackensie Alexander
Questionable (Questionável): CB Xavier Rhodes

 

 

Para ficar de olho: 


Kirk Cousins – Faziam alguns bons anos que o torcedor dos Vikings não ficava tão esperançoso com a posição de QB como estamos agora. E não é para menos, Cousins alcançou 4.000 jardas e 25 touchdowns nos últimos três anos seguidos.

E aquele primeiro drive de pré-temporada contra os Broncos foi uma pequena amostra do que ele pode fazer com nosso ataque.

Agora é para valer, seu primeiro jogo de temporada regular com os Vikings, e em casa. O que esperamos é que realmente este seja o jogador que estava faltando para que enfim consigamos alcançar nosso tão desejado Super Bowl.

 

Dalvin Cook – Cook entra em seu segundo ano e temos muitas esperanças para que ele consiga fazer bons estragos nas defesas adversárias, principalmente pelo potencial que o jogador havia mostrado naquelas 4 partidas disputadas (até sua lesão contra os Lions).

E agora que ele está de fato recuperado de sua grave lesão no joelho, correr apenas duas vezes nessa pré-temporada não tirou nossa ansiedade de vê-lo novamente em campo.

 

Harrison Smith – Um dos principais jogadores da equipe, e está em seu melhor momento. Na temporada passada terminou com o melhor rating entre TODOS os jogadores, e ele se tornou em um verdadeiro pesadelo para qualquer QB, WR, RB ou coordenador ofensivo adversário.

Smith está em todo lugar dentro de campo, ele faz tackles, interceptações e sacks. E com a possível baixa de Rhodes, ele deverá assumir ainda mais o protagonismo nessa secundária fortíssima. Como citamos no match up da partida, Garappolo x Smith será um bom duelo.

 

Palpite do redator:

 

Vikings 27 x 13 49ers

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Redator VikingsFA: Gabriel Brandino  

Tags:

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.