Relatório: Jogo 10 Temporada Regular – Vikings 20 x 25 Bears

Salve galera e torcida do sangue roxo; Que texto difícil de escrever nesta segunda, saímos da semana 11 da NFL com derrota, frente ao principal rival de divisão nesta temporada, o Chicago Bears. Uma derrota dolorida, decorrente de uma partida anêmica, apática por parte da franquia de Minnesota e que deixam o time a 2 vitórias atrás do líder isolado da divisão Norte.

 

Os Bears, possuem um dos calendários mais fáceis, para o restante da temporada na NFL e em contra partida, os Vikings ainda tem um longo, porém árduo caminho até os playoffs (entre os 20 calendários mais difíceis), por isso, chamar Mike Zimmer e companhia para o "quartinho do pensamento" e focar em trazer esta equipe aos trilhos certos é mais que fundamental para o objetivo pós temporada em 2018. Iniciamos assim mais um Relatório VikingsFA.

 

 

Relatório VikingsFA: Jogo 10 Temporada Regular – Vikings 20 x 25 Bears

 

Pontuação do jogo:

 

1° Quarto

 

CHI      TD        C.Parkey 33 jardas, Field Goal (05:58)

 

2° Quarto

 

CHI      TD        A.Miller 18 jardas, passe de M.Trubisky (conv. 2 pontos Trubisky para Bellamy) (06:00)

CHI      FG        C.Parkey 41 jardas, Field Goal (00:50)

 

3° Quarto

 

MIN      FG        D.Bailey 36 jardas, Field Goal (00:07)

 

4° Quarto

 

MIN      FG        D.Bailey 36 jardas, Field Goal (11:46)

CHI     TD     E.Jackson 27 jardas, retorno de Interceptação (conv. 2 pontos Trubisky para Shaheen) (08:30)

MIN      TD        A.Robinson 13 jardas, passe de K.Cousins (conv. 2 pontos Cousins para Thielen) (04:51)

CHI       FG        C.Parkey 48 jardas, Field Goal (02:48)

MIN      TD        S.Diggs 5 jardas, passe de K.Cousins (conv. 2 pontos não convertido) (00:48)

 

 

BOAS NOTICIAS:

 

Stefon Diggs: Por mais que ofensivamente falando, tenhamos sido um desastre neste domingo, Diggs foi o show neste lado do campo, anotando 126 jardas em 13 passes recebidos, com 1 Touchdown. Recuperado de lesão, que o impossibilitou de jogar contra os Lions, no jogo anterior aos Bears, Diggs chegou com tudo para tentar reanimar o ataque nórdico, que parecia não estar na mesma batida do maestro DeFillipo. Seus números poderiam ter sido melhores ainda, não fosse uma bola não recepcionada ainda no primeiro quarto do jogo (passe muito forte de Cousins na endzone), bola esta que poderia ter escrito um capitulo diferente neste embate deste domingo.

 

Defesa: Por mais que tenhamos cedidos 2 FG's e 1 Touchdown no primeiro tempo desta partida, o time conseguiu limitar o ataque dos Bears em apenas 17 pontos (8 pontos foram decorrentes do Pick 6). Pressão no pocket, deixando Trubisky desconfortável em seus lançamentos, jogo corrido anulado na segunda etapa, 3 turnovers forçados pela defesa do time. Rotação entre os jogadores funcionando bem e qualidade defensiva sempre resistindo a prova nestes confrontos restantes, pode ser a chave para que o caminho da vitória permaneça no rumo dos Vikings.

 

Brian O'Neill: "O'Neill mereceu e conquistou a titularidade na posição de RT", palavras de Mike Zimmer em entrevista após a partida contra os Lions. E neste domingo, o novato não apenas foi titular, como merece destaque na linha. Isso porque, Kalil Mack (a força da natureza) usualmente tem jogado no lado direito da linha adversária e neste jogo conta os Vikings, Matt Nagy preferiu alinhar o devorador de OT's no lado cego de Cousins, contra Reiff e Compton. Talvez por achar que o matach up fosse mais favorável ao seu defensor ou quem sabe, por apenas "esconder" Mack dos olhos de Cousins, apavorando ainda mais o líder ofensivo dos Vikings. Resultado, O'Neill cedeu apenas 1 pressão ao QB durante o jogo deste domingo, mesmo tendo alguns snaps contra Kalil Mack.

 

Importante: Reiff e Compton cederam juntos mais de 10 pressões ao QB nesta partida, ou seja, ainda há muito trabalho a fazer neste grupo de OL dos Vikings (que não foi uma noticia tão boa assim).

 

 

NOTICIAS NÃO TÃO BOAS ASSIM:

 

Jogo corrido: VINTE E DUAS jardas terrestres. Este número é parte do problema que precisamos resolver muito em breve, para que nosso ataque volte a ser balanceado e ameasse não apenas com bolas aéreas, mas também com o jogo corrido, que muito ajuda a cansar a defesa adversária e administrar o relógio + posse de bola. Falando em posse de bola.....

 

Turnovers³: Os turnovers continuam "assombrando" o time dos Vikings. DÉJÀ VU. Duas interceptações horrorosas de Cousins, uma em um passe para ..... ninguém, interceptado facilmente pela defesa dos Bears, outra em um passe para Treadwell, que estava com marcação tripla, resultando em touchdown adversário. Mesmo com a defesa forçando 3 turnovers, empatando com o time de Chicago neste quesito, as sequências ofensivas tiveram números bem diferentes. Os Vikings anotaram apenas 2 field goals, enquanto os Bears anotaram 2 touchdowns oriundos destas recuperações. Como listado no preview, batalha de turnovers importa e não capitalizar estas mudanças de posse de bola, importa mais ainda.

 

Kirk Cousins: O Capitão Cousins esta deixando a carruagem de lado e virando abobora nesta recente história com o time dos Vikings. Ontem, mais um capitulo infeliz neste conto do vigário e não de fadas... Nosso QB teve uma atuação bem apática e abaixo do que se espera de um líder de franquia, desmoralizando as grandes investidas defensivas do time, com drives fracos e sem resultado. Esperamos que nos altos e baixos da montanha russa Cousins, logo estejam novamente na parte alta da história, onde a carruagem nos leva a um final feliz.

 

Faltas defensivas: Quem ouvi ou assiste as entrevistas de Mike Zimmer deve ter imaginado assim como o redator que aqui vos escreve, o quão indignado nosso técnico ficou com seus jogadores cometendo faltas bobas na partida de ontem. Wilson, Kendricks e principalmente Smith devem estar com suas orelhas queimadas após suas lambanças de falta de conduta anti esportiva e tackle ilegal após termino da jogada. Smith com uma falta no finalzinho da partida, permitiu a posição de campo ideal para o field goal que sacramentou a vitória dos Bears.

 

 

DESTAQUE DA RODADA:

 

Anthony Harris: De calouro não draftado a titular com 2 interceptações contra os Bears. Essa é a história de Anthony Harris e sua ascensão estrelar em 2018. O S que chegou aos Vikings em 2015 e sempre muito utilizado para composição do elenco, tem aproveitado muito bem a ausência de Sendejo, (lesionado) para firmar cada vez mais seu lugar no elenco dos Vikings (já que esta em ano de contrato), além de melhorar e muito seu currículo, que já o credencia como titular de muitos times na atual situação da NFL. É bem possível que Sendejo e seu alto valor contratual estejam em risco para 2019, já que Harris é 3 anos mais jovem, mais barato e tem jogado em um ótimo nivel ao lado do Hitman nesta secundária dos Vikings. OLHO NELE!!

 

 

Lideres dos Vikings no jogo:

 

Kirk Cousins: 30-46 / 262 jardas / 2 TD's / 2 INT's

Dalvin Cook: 9 corridas / 12 jardas
Stefon Diggs: 13 recepções / 126 jardas / 1 TD

Danielle Hunter: 12 tackles (12 solo) / 1 tackle for loss

 

Highlights

 

 

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.