Relatório: Jogo 12 Temporada Regular – Vikings 10 x 24 Patriots

 

Salve galera e torcida do sangue roxo; Saímos da semana 13 da NFL com uma chance real de chegar bem perto do topo da NFC Norte, com a derrota de todos os rivais da divisão, porém esbarramos em uma pífia apresentação contra a equipe do New England Patriots.

 

Logicamente, uma partida duríssima neste domingo, jogando fora de casa, contra uma das equipes mais dominantes da NFL nos últimos 15-20 anos. Um jogo de xadrez, literalmente, onde Mike Zimmer e Bill Belichick, disputaram lance a lance a liderança do jogo, até o finalzinho do 3° quarto, depois disso foi um monólogo do time de New England e uma amarga derrota no frio de Foxborough. Iniciamos assim mais um Relatório VikingsFA.

 

 

Relatório VikingsFA: Jogo 12 Temporada Regular – Vikings 10 x 24 Patriots

 

Pontuação do jogo:

 

1° Quarto

 

NE          TD        J.Develin 1 jarda, corrida (S.Gostkowski ponto extra) (09:33)

 

2° Quarto

 

NE         FG        S.Gostkowski 20 jardas, Field Goal (05:45)

MIN       TD        A.Thielen 5 jardas, passe de K.Cousins (D.Bailey ponto extra) (00:15)

 

3° Quarto

 

MIN       FG        D.Bailey 39 jardas, Field Goal (02:20)

NE         TD        J.Gordon 24 jardas, passe de T.Brady (S.Gostkowski ponto extra) (00:35)

 

4° Quarto

 

NE         TD        J.Develin 2 jardas, corrida (S.Gostkowski ponto extra) (10:54)

 

 

 

BOAS NOTICIAS:

 

Eric Kendricks: 16 tackles, este é o número de Kendricks na partida deste domingo. Além desta absurda quantidade de tackles, o defensor também desviou um passe de Tom Brady, além de conseguir uma interceptação quando o time mais precisava voltar ao jogo, no 4° período. Pena que o resultado da ação ofensiva, posterior a jogada de Kendricks não foi o esperado (devolvemos a interceptação aos Patriots). Mesmo cedendo mais de 100 jardas em sua cobertura, o LB foi peça fundamental em uma partida onde os RB's somados aniquilaram a nossa defesa com mais de 240 jardas. Talvez Kendricks tenha sido o único nome a ser mencionado nesta apresentação defensiva de domingo e sem ele em campo, o massacre poderia ter sido muito maior.

 

Jogo corrido²: Ok, foram menos de 100 jardas novamente, porém o time voltou a usar os jogadores saindo de trás do campo e trabalhar melhor a distribuição de jogadas Dejà vú? Mais ou menos, novamente a equipe dos Vikings fez um excelente jogo corrido, anotando 95 jardas terrestres com Dalvin Cook e Latavius Murray combinados. Porém, sim porém, isso foi simplesmente esquecido na primeira etapa do jogo. Ainda com o placar em 10 a 10, o time praticamente seguiu a partida na velha chamada aérea de 2018 e o resultado foi um apagão ofensivo. Tomara que nos próximos jogos a contribuição dos RB's seja maior e o equilíbrio entre corridas e passes melhore.

 

Distribuição nos passes: 8 jogadores para 201 jardas. OK, já tivemos números muito mais expressivos em 2018 com o jogo aéreo, porém a distribuição da bola é um fator positivo deste domingo, nenhum recebedor da equipe teve mais do que 5 passes (exceto Dalvin Cook, que anotou 8) e a bola passeou melhor entre as opções disponíveis em campo. Tomara que Cousins continue distribuindo bolas para todos os jogadores da equipe, porém de forma mais "eficaz" e "alongada" em campo.

 

 

NOTICIAS NÃO TÃO BOAS ASSIM:

 

Lesões: Marcus Sherels, Holton Hill e Mackensie Alexander, por alguns snaps, este foi o time titular da equipe entre os CB's. Xavier Rhodes foi para campo com dores na posterior da coxa e algumas vezes rotacionou entre jogar e ficar no banco. Para ajudar, nosso melhor CB saudável, Trae Waynes, chocou-se contra a linha ofensiva em um lance ainda do 2° período e saiu de jogo sob protocolo de concussão. Somado a designação de Mike Hughes ao departamento médico, a equipe se encontra em maus lençóis para o restante da temporada, quanto ao elenco de secundária. Esperamos que Kearse/Iloka possam ajudar o time a compor elenco nestas posições.

 

Chamadas Ofensivas: Aqui se encontra a maior bronca do time e dos torcedores nesta apresentação de domingo. Muitos, descontentes e irritados com Kirk Cousins, por passes ruins, passes curtos e pouca desenvoltura como QB do time, mas a grande parcela de culpa cai em cima do responsável pelas chamadas ofensivas, John DeFilippo. Isso porque o time teve por inúmeras vezes oportunidade de aproveitar os bons números que Dalvin Cook vinha desempenhando ao longo da partida (9 corridas para 84 jardas) e simplesmente abandonou sua principal arma neste jogo, chamando apenas 3 corridas do RB em todo o segundo tempo. Durante o touchdown dos Vikings neste domingo, Kirk Cousins e companhia marcharam em um drive relâmpago com no hundle e chamadas rápidas, desconcertando a defesa adversária e anotando 74 jardas em 7 jogadas, com apenas 01:37 de posse; no restante do jogo, nenhuma outra utilização deste tipo de esquema ofensivo foi visto. O desbalanço entre ataque aéreo e terrestre é um dos pontos que mais incomodam o time em 2018, já que a média de passes tentados por jogo em 2018 está em 40,9, contra 32,1 no ano passado.

Talvez o maior trabalho do time para o restante da temporada esteja aqui, acertando o balanço entre as opções ofensivas e diminuindo a previsibilidade das chamadas, deixando o time mais "misterioso" frente as defesas adversárias.

 

Pressão ao QB adversário: Uma das principais armas dos Vikings em 2018, não apareceu em Foxborough. A costumeira e aterrorizante pressão de nossa linha defensiva frente aos QB's adversários não apareceu neste domingo. Tom Brady livre e tranquilo passou para 311 jardas e até anotou duas corridas que o colocaram no número de 1000 jardas terrestres, em sua carreira. O único lance onde Harrison Smith encostou em Brady na partida, teve como resultado um passe ruim e uma interceptação de Kendricks. Importante trabalhar e melhorar as chamadas e pacotes de blitz da equipe, para dar continuidade aos sacks e pressões, marcas dos Vikings de Mike Zimmer.

 

Time de especialistas: Dan Bailey, mais um erro de Field Goal, 48 jardas. A maldição de Kickers dos Vikings parece não ter mais fim. Fica o registro, já que falar de time de especialista com problemas e Vikings na mesma frase, figura uma "redundância" e erro de português.

 

 

DESTAQUE DA RODADA:

 

Dalvin Cook: Aos temerosos, desconfiados e questionadores sobre a capacidade de Dalvin Cook em liderar um backfield como RB1, eis a prova de qualidade e bons serviços do jogador. Mesmo com números "modestos" neste domingo (muito por conta da limitação de jogadas com o RB), sua média de jardas por carregada é evidência de como este jogador possui um algo especial, com 9,3 jardas por tentativa de corrida, Cook mostrou que mesmo com uma serviço razoável da linha ofensiva, sua agilidade, velocidade e rápida leitura dos bloqueios pode ser uma arma letal junto a equipe. Alinhar seus serviços ao entrosamento entre Cousins/Diggs/Thielen/Rudolph, pode ser a grande chave para o sucesso deste ataque na NFL. Basta usar melhor e mais, este excepcional corredor, para um resultado mais eficaz e condizente ao time montado pelos Vikings em 2018.

 

 

Lideres dos Vikings no jogo:

 

Kirk Cousins: 32-44 / 201 jardas / 1 TD / 2 INT's

Dalvin Cook: 9 corridas / 84 jardas
Stefon Diggs: 5 recepções / 49 jardas

Eric Kendricks: 16 tackles (8 solo) / 1 passe desviado / 1 interceptação

 

Highlights

 

 

Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

MVP – Minnesota Vikings Podcast 055 – Vikings NFL Draft 2019

02.05.2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Vikings FA é um site sobre o Minnesota Vikings em português sem qualquer vínculo com o time da NFL. Toda informação contida no site é de responsabilidade do criador deste ou, quando traduzido, do autor de determinado texto e não reflete qualquer opinião do Minnesota Vikings, da NFL, ou qualquer outro time da liga.

© 2017-2019 por VikingsFA.